Município de Esposende aposta na captação de investimento e na internacionalização

O Município de Esposende vai aderir à rede de apoio ao investidor da diáspora e firmar um protocolo de colaboração com a Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China, decisões que foram votadas por unanimidade na reunião de hoje do Executivo Municipal.
.
Para o presidente da Câmara Municipal de Esposende estas resoluções inserem-se na “estratégia de desenvolvimento económico do concelho e na internacionalização da economia esposendense”.


O Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora, instituído pelo Governo, constitui mais um instrumento de afirmação internacional do concelho de Esposende e de desenvolvimento do seu tecido económico e empresarial sendo dirigido a emigrantes portugueses e lusodescendentes que queiram investir ou alargar a sua atividade económica em Portugal. Desta rede fazem parte 300 entidades que desenvolvem o trabalho de ligar serviços, nomeadamente as diferentes áreas da governação, as entidades regionais, os municípios ou até associações empresariais que podem apoiar o investimento da diáspora (em Portugal), estando dotadas de instrumentos para esse efeito.
No total, são cinco milhões de pessoas, entre os portugueses que residem no estrangeiro e os lusodescendentes, razão para ter em conta uma dimensão económica que tem que ser potenciada.
“Está subjacente a esta rede a ideia de atrair os emigrantes e lusodescendentes para fazerem investimentos no país. Esposende tem muitos cidadãos emigrados que se enquadram neste perfil”, sublinhou Benjamim Pereira. Com o alargamento da Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora, o Município aproxima-se mais deste grupo de potenciais investidores.
Considerando que o paradigma de crescente inovação aberta e de competição assumem um papel determinante no desenvolvimento de atividades promotoras e valorizadoras da economia e cultura do concelho, afigurando-se fulcral, para o efeito, a cooperação com outras entidades para que sejam alcançados os almejados fins, constituindo pretensão da autarquia o desenvolvimento de uma estratégia fomentadora da atratividade e investimento ao nível concelhio.
Por isso, nesta reunião do Executivo Municipal foi também aprovada a assinatura de um protocolo que pretende estabelecer relações mais profícuas com a Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China. O Município e a CCPC-PME colaborarão ativamente com o objetivo de promover a internacionalização das empresas com base na especialização produtiva da região e tendo em vista a promoção da projeção internacional da região junto dos mercados alvo definidos.
Esta entidade desenvolve uma rede de competências e de informação nos domínios da economia, negócios, jurídico, tecnologia e informação, contribuindo para um espaço de partilha de experiências, trocas comerciais, transferência de know-how, aposta no conhecimento, nas novas tecnologias e na investigação científica, entendendo o Município de Esposende que esta é uma oportunidade para promover a internacionalização das empresas da região.
Estão assim dados novos passos ao abrigo da incumbência do Município promover e apoiar o desenvolvimento de atividades e a realização de eventos relacionados com a atividade económica de interesse municipal.

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email