Município, IAPMEI e AICEP juntos na proximidade às empresas

O presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, acompanhado pelo vereador do Desenvolvimento Económico e Empreendedorismo, Sérgio Mano e elementos da Direção de Proximidade Regional do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação e da Direção Comercial da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, visitou empresas do concelho, de diversas áreas de negócio, aferindo as dificuldades decorrentes da crise Mundial, perspetivando apoios ao investimento que fortaleçam a internacionalização.

.
O aumento do preço das matérias-primas, decorrente da guerra na Ucrânia, a par da falta de mão-de-obra especializada afiguram-se como as principais dificuldades que os empresários enfrentam.

.
Jorge Oliveira e Bruno Lopes, do IAPMEI e da AICEP, apontaram como metodologia a adotar a “identificação de parcerias, convergindo sinergias entre empresas com interesses comuns”. Ou seja, apesar da diferença do produto final, é possível identificar objetivos comuns a diversas empresas, promovendo a satisfação do mercado, apresentando um produto de elevado valor acrescentado.


Na A. Moreira e Filhos, ao abrigo do Norte 2020, está em curso um projeto que visa reforçar a competitividade, visando a automação e inovação tecnológica na área do mobiliário.

.
Na SFP – Sustainable Food Products, Lda foram conhecidas as intenções de investimento desta que é a empresa responsável por uma verdadeira revolução gastronómica e que cria uma gama de alimentos usando os insetos como ingrediente principal. A Portugal Bugs, marca pela qual a empresa dos dois jovens Engenheiros Alimentares é conhecida, está já presente nas grandes cadeias de hipermercados e com grande aceitação, fazendo com que a indústria de insetos ganhe asas a partir de Esposende.


Foi também dia de conhecer em mais pormenor uma das empresas que está na vanguarda da inovação na área da Metalomecânica de Precisão. Na Verto foram reforçados os constrangimentos causados pela atual conjuntura e as estratégias adotadas para que a empresa continue a ser uma empresa de referência aos olhos de qualquer parceiro. Esta empresa, que vê constantemente renovadas as certificações de sistemas de gestão de qualidade para aplicação em diferentes setores, prevê terminar o ano com mais de 80% da sua produção destinada a exportação contribuindo assim para o bom panorama da balança comercial do concelho de Esposende.

.
As visitas terminaram na START Esposende onde se conheceram projetos em incubação em fases Pré-Seed e Seed, foram discutidas as perspetivas de apoio a surgir a curto prazo e partilhados contactos de interesse. Foram assim estreitados laços com estes dois projetos – comprometidos em revolucionar o relacionamento com os investimentos em blockchain e as angariações de fundos – que fazem parte do universo de 56 projetos incubados pela Incubadora do Município de Esposende lançadas há 2 anos.

.
O presidente da Câmara Municipal de Esposende lembrou a “grande procura de instalações industriais que se verifica em Esposende, razão que está na base da constituição de uma nova zona industrial, em conjunto com o Município de Barcelos”.

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email