Município de Esposende aposta na projeção internacional da região

O Município de Esposende assinou um protocolo de colaboração com a Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China, com o objetivo de promover a internacionalização das empresas com base na especialização produtiva da região e tendo em vista a promoção da projeção internacional da região.

.

A cooperação e o estabelecimento de parcerias com outras entidades são pilares fundamentais deste Município para o desenvolvimento de uma estratégia de captação de investimento, atratividade do território e internacionalização das nossas empresas, chamando ao processo vários parceiros que permitam que os nossos empresários estejam presentes noutros mercados, num mundo cada vez mais global”, disse o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
Sobre o apoio às empresas, o autarca lembrou, ainda, que a emergente necessidade em disponibilizar um ambiente favorável ao investimento, disponibiliza um conjunto de incentivos fiscais e municipais, nomeadamente a aplicação da taxa mínima de IMI, isenções totais ou parciais de outras taxas municipais, como é o caso das taxas urbanísticas, IMT e derrama, assim como a realização de infraestruturas inseridas em áreas prioritárias de desenvolvimento económico.

Já Y Ping Chow, Presidente da Direção da Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China, entende que o protocolo agora firmado permitirá aprofundar as relações entre as duas entidades e apontou a “oportunidade que está a surgir em Macau, onde a Câmara de Comércio de Pequenas e Médias Empresas Portugal-China terá um espaço para promover as empresas, o turismo e a cultura portuguesa”.

.
Na projeção do protocolo, Marques da Silva, consultor para o Desenvolvimento Económico do Município de Esposende, apontou os fatores diferenciadores que fazem de Esposende o local certo para investir: “pessoas, economia e território”. O aumento populacional que Esposende regista, contrariando a tendência generalizada dos municípios portugueses, o crescente peso que a exportação adquire no espectro da economia local e a excelente localização geográfica “permitem desenvolver projetos comuns, nomeadamente na área da economia do mar e da investigação”.

.


A evolução constante a que estão sujeitas as atividades empresariais exige dos responsáveis pela gestão municipal novas formas de ação que assegurem um relacionamento ainda mais presente entre a administração local e os investidores, correspondendo, desta forma, às suas necessidades, afirmando-se verdadeiramente como parceiros no crescimento económico de todo o concelho e dos projetos empresariais que aqui se instalem.

À inteira disposição dos empresários estão, também, os serviços da START Esposende – Incubadora e Agência de Captação de Investimento – um serviço diferenciador, que aposta no privilegiado relacionamento com a administração pública e articula-o com uma extraordinária rede de parceiros, de forma a criar mecanismos e ferramentas de apoio aos seus stakeholders, um projeto que se assume como um verdadeiro motor do desenvolvimento da economia, abraçando, transversalmente, todas as áreas onde o Município intervém.

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email