Situação de contingência | Comércio

De acordo com o Comunicado do Conselho de Ministros de 10 de setembro de 2020, foi aprovada a resolução que declara a situação de contingência em todo o território nacional continental, no âmbito da pandemia da doença COVID-19, a partir das 00h00 de 15 de setembro de 2020 até às 23h59 de 30 de setembro de 2020.


Assim, passa a aplicar-se a todo o território nacional continental o regime da situação de contingência que vigorava para a Área Metropolitana de Lisboa e, no que concerne ao comércio, destacam-se os seguintes pontos:

  • Limitação das concentrações a 10 pessoas, salvo se pertencentes ao mesmo agregado familiar, na via pública e em estabelecimentos;
  • Proibição da venda de bebidas alcoólicas, a partir das 20h00, nos estabelecimentos de comércio a retalho, incluindo supermercados e hipermercados;
  • Aplicação a todo o território nacional da opção de atribuir, em regra, ao presidente da câmara municipal territorialmente competente a competência para fixar os horários de funcionamento dos estabelecimentos da respetiva área geográfica, ainda que dentro de determinados limites e mediante parecer
    favorável da autoridade local de saúde e das forças de segurança;
  • Nos estabelecimentos comerciais, a lotação máxima passa de 1 pessoa por 20 m2 para 1 pessoa por 13m2 para evitar concentrações de pessoas à porta;
  • Estabelecem-se regras específicas de organização de trabalho nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, determinando-se a obrigatoriedade de serem adotadas medidas de prevenção e mitigação dos riscos decorrentes da pandemia, como escalas de rotatividade de trabalhadores entre o regime de teletrabalho e o trabalho prestado no local de trabalho habitual, e o desfasamento de horários.

  • A este respeito, encontra-se disponível no site do Governo o documento “Controlar a Pandemia – Conselho de Ministros de 10 de setembro de 2020”.
  • Também na reunião de ontem do Conselho de Ministros, foi aprovado o decreto-lei que estabelece um regime excecional e transitório de reorganização do trabalho, com vista à minimização de riscos de transmissão da COVID-19 no âmbito das relações laborais.

Fonte: Confederação Empresarial de Portugal

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Apoiar.PT

Governo lança programa Apoiar.PT com 750M€ para setores mais afetados pela pandemia Taxa de financiamento 20% do

Ler mais...