NOS tem 10M€ para startups que trabalhem com 5G

A NOS lançou um fundo de 10 milhões de euros para investir em startups portuguesas “com tecnologias inovadoras para o ecossistema 5G”. A Armilar Venture Partners, sociedade portuguesa de fundos de capital de risco, vai ser a responsável pela gestão e aplicação deste capital.

De acordo com comunicado da empresa de telecomunicações, o objetivo deste fundo é incentivar a criação de “soluções tecnológicas baseadas ou potenciadas pela próxima geração de rede móvel, cobrindo áreas tão diversas como a tecnologia de redes, Internet of Things (IoT, ou “Internet das Coisas”), Data & Analytics, Cloud Computing, Realidade Virtual e Aumentada, Cibersegurança”, entre outras temáticas. Estas são tecnologias que, acredita-se, vão ser estimuladas com a maior implementação das redes 5G.

Estamos certos de que este Fundo será uma valiosa ferramenta agregadora para explorar o potencial que a quinta geração de comunicações móveis encerra e posterior disponibilização dos benefícios para a economia e sociedade portuguesas”, diz Miguel Almeida, presidente executivo da NOS.

Joaquim Sérvulo Rodrigues, presidente executivo da Armilar Ventures, afirma: “Desenvolver esta parceria estratégica de longo-prazo numa área onde há grandes expetativas de geração de valor como é o 5G, ainda torna esta oportunidade mais desafiante”.

Os empreendedores que queiram candidatar-se a este fundo podem fazê-lo através da página oficial do projeto. Os montantes investidos vão ser direcionados para a “comunidade de empreendedores em Portugal e em projetos tecnológicos nas primeiras fases de desenvolvimento, comummente designadas por fases early stage“, diz a NOS.

O 5G é o nome que se dá à próxima geração de redes de telecomunicações e que vai substituir o 4G — que usamos atualmente. O nome pode ser traduzido para “quinta geração de internet móvel”. Na prática, é o nome que se dá à tecnologia sem fios que usaremos para comunicar e que, nos próximos 10 anos (presume-se), vai substituir o 4G, oferecendo velocidades mais rápidas e a possibilidade de mais equipamentos poderem estar ligados entre si.

A NOS é uma das opeadoras que tem estado a implementar as redes 5G em Portugal em concorrência com a Vodafone e a Altice. Esta empresa de telecomunicações foi a primeira a lançar um smartphone com esta tecnologia em Portugal, mesmo sem as redes 5G ainda estarem disponíveis.

Já a Armilar Venture Partners, que está tem “uma história de 20 anos”, é uma sociedade de capital de portuguesa que investe em empresas tecnológicas ou com foco em projetos que estão a arrancar. Atualmente, a Armilar tem “um total de cerca de 260 milhões de euros sob gestão, distribuídos por vários fundos”, refere a NOS.

Fonte: Observador

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email